A Síndrome do Pânico

terça-feira, 24 de junho de 2008

Quando eu fazia faculdade, convivia com um amigo muito legal e inteligentíssimo. Ele trabalhava em banco e tirava excelentes notas. Do nada, ele desapareceu da faculdade, perdeu provas, foi reprovado em quase todas as disciplinas, perdeu período e até no trabalho não o encontrávamos mais. Este fato alarmou-me muito na época, pois eu queria muito saber o que havia acontecido com ele. Haveria ele se mudado? E por que não teria transferido a matrícula? Certo dia, porém encontrei com um de seus vizinhos e que me informou o seu paradeiro: ele estava com SINDROME DO PÃNICO e fazendo tratamentos e mais tratamentos... Ninguém conseguia mais falar com ele, pois ele simplesmente se escondia do mundo... Atualmente não sei como ele está, mas senti uma vontade enorme de falar um pouquinho sobre este transtorno...

O que é Síndrome do Pânico?


São ataques de pânico inesperados e que provocam na pessoa uma sensação de ameaça que podem durar de 10 a 30 minutos. Quem sofre do mal, sente-se angustiado e com a sensação de que algo muito grave vai acontecer e de que pode morrer a qualquer momento. Veja a definição segundo o Manual de Diagnóstico e Estatística das Perturbações Mentais (DSM IV):

“O ataque de pânico é representado por um período distinto no qual há o início súbito de intensa apreensão, temor ou terror, freqüentemente associados com sentimentos de catástrofe iminente. Durante esses ataques, estão presentes sintomas, tais como; falta de ar, palpitações, dor ou desconforto torácico, sensação de sufocamento e medo de “ficar louco” ou de “perder o controle””. (DSM IV, 1994, p.375) (Veja mais...)







FeedGostou do artigo? Assine nosso Feed e saiba tudo o que acontece no Super DicaSSS!!!

4 comentários:

tremanet disse...

Isso é horrível mesmo.
Só quem já passou por isso pra saber como é "ver" esses sintomas por dentro.

Engraçado que o Dr explica O QUE é, mas não COMO se dá. Não pode ser uma coisa do nada... Tem q haver alguma explicação psicológica. Pressão externa? Mudanças repentinas de hábitos? Hormonal? . . .

Se descobrir mais coisa, avise!

bj

Jaqueline Amorim disse...

Bruninho... Aparentemente a sindrome se manifesta nas pessoas por motivações diferentes. Fobias que se transformam em transtorno, depressão, pós-parto, em algumas ocorre depois de terem sofrido uma perda ou uma violência muito grande... Enfim, é psicológico mesmo...

Denial disse...

É verdade pessoal. A síndrome do pânico é terrivel, não só para quem tem a doença, mas também para quem convive com a vítima desse mal. Eu conheço bem, pois minha mãe já teve duas vezes essa doença e foi necessário muito paciencia e tratamentos para acabar com o problema. Também conheço algumas pessoas que tem essa doença que está cada vez mais presente na sociedade.
Parábens pelo post. Até logo!

Jaqueline Amorim disse...

Oi Denial! É realmente complicado, convivi com um amigo que tinha esta síndrome também... A propósito, eu analisei o link que vc me enviou e achei divertidíssimo rsrsrsrsrs. Obrigada! Vou publicar aqui sim! Grande beijo!

Postar um comentário

Oi obrigada por comentar! Assim que possível responderei você aqui no blog! Volte sempre! :)

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina
 

  ©Template 'Super DicaSSS' by Jaqueline Amorim - 2010

TOPO